gtag("config", "AW-798329363");
Alameda dos Maracatins, 426 cj 804 - Moema - São Paulo - SP -
Agende sua consulta - 11945990836

11 3582-8948

11945990836

Alameda dos Maracatins, 426 cj 804 - Moema - São Paulo - SP -

Dra. Graciela Morgado

IMG_2602 - cópia.JPG
Trabalho como Ginecologista e Obstetra desde 2005. Sou especialista em Infertilidade Conjugal, Reprodução Assistida e tratamento de Endometriose. Resolvi reunir nesse site toda minha experiência com a endometriose. 

Mais de 6 milhões de brasileiras lutam contra essa doença pouco conhecida, mas que precisa de muita atenção. Ela afeta a qualidade de vida das mulheres e pode levar a infertilidade, porém, mesmo assim, é vista com preconceito.

A endometriose tem tratamento. É preciso que haja profissionais qualificados para estar ao lado das mulheres e pessoas que entendam a dor do outro para dar a melhor orientação. Sofrer dores fortes demais não é normal! Endometriose não é frescura. 

Não é preguiça. É uma doença séria!

Para todas as portadoras de ENDO, deixo a seguinte frase: A dor existe, não é psicológico, muito mesmo fraqueza sua! Nunca a subestime!! E lembre-se: você nasceu sem dor e portanto ficará sem ela!! 

Espero que gostem. Foi feito com carinho!!!
 
Formação
• Graduação em Medicina, Universidade José do Rosário Vellano, UNIFENAS, Alfenas, Brasil

• Especialização em Ginecologia e Obstetrícia, Real e Benemérita Associação de Beneficência Portuguesa, São Paulo

• Pós-graduação em Infertilidade Conjugal e Reprodução Assistida, Projeta ALFA

• Especialização em Vídeo-histeroscopia e Vídeo-laparoscopia, Faculdade de Medicina do ABC

• Titulo de Especialista em Ginecologia e Obstetrícia, FEBRASGO 

• Titulo de Especialista em Endoscopia Ginecológica, FEBRASGO 

• Diretora Médica da Clínica Invita Medicina Reprodutiva

• Membro da Sociedade Brasileira de Endometriose SBE

• Pós-Graduação em Endometriose e Cirurgia Ginecológica Minimamente Invasiva - Hospital Sírio Libanês

• Membership Advancing Minimally Invasive Gynecology Worldwide AAGL

• Médica Colaboradora do setor de Endometriose do Hospital das Clínicas de São Paulo USP (2015 - 2016)
« Voltar
A endometriose existe e deve ser tratada com cuidado e respeito Valorize a sua dor, isso não é psicológico!