gtag("config", "AW-798329363");
Alameda dos Maracatins, 426 cj 804 - Moema - São Paulo - SP -
Agende sua consulta - 11945990836

11 3582-8948

11945990836

Alameda dos Maracatins, 426 cj 804 - Moema - São Paulo - SP -

Pílulas da Endometriose

O primeiro tratamento oral para dor associada à endometriose foi aprovado pela Administração Federal de Drogas e Alimentos (FDA) dos Estados Unidos no final de julho. O ORILISSA foi desenvolvido especificamente para as mulheres que sofrem com a doença. O medicamento começou a ser comercializado nos EUA no início deste mês, o custo da medicação é de U$800,00 por mês.

A droga oral é a primeira desse tipo ? e o primeiro tratamento para endometriose aprovado em mais de uma década. O Orilissa é um antagonista do hormônio liberador de gonadotrofina (GnRH), que impede a produção de hormônios que levem à ovulação, ao ciclo e ao crescimento da própria endometriose ? é como se a paciente tivesse entrado na menopausa. Além disso, o corpo produzirá menos estrogênio.

De acordo com o comunicado de imprensa, o FDA americano autorizou a venda do produto após ver os resultados de dois estudos envolvendo quase 1700 mulheres. A pesquisa mostrou que a pílula reduziu a dor durante a menstruação diária, dor pélvica crônica e dor durante a relação sexual. Como a maioria dos medicamentos, Orilissa tem efeitos colaterais, como diminuição na densidade mineral óssea (também conhecida como ossos mais fracos), devido à redução dos níveis de estrogênio. O uso de medicação e/ou indicação cirúrgica deve ser individualizado caso a caso, para assim, não nos depararmos com o uso de medicações de alto custo, com efeitos colaterais e, mesmo assim, havendo necessidade cirúrgica e muitas vezes utilização de Técnicas de Reprodução Assistida!

Portanto, o que devemos buscar:
1. diagnóstico precoce, 
2. tratamento eficaz,
3. evitar múltiplas cirurgias,
4. gestações espontâneas,
5. qualidade de vida para nossas pacientes!!

ESTE É MEU IDEAL!

#gracielamorgado #endometriose#tratamentoclinico #orilissa#qualidadedevida
« Voltar
A endometriose existe e deve ser tratada com cuidado e respeito Valorize a sua dor, isso não é psicológico!